Dicas de gramática

Saiba como não cair nas armadilhas dos pronomes demonstrativos

Os pronomes demonstrativos estão sempre presentes aos textos de todos os níveis socioeconômicos e também às nossas conversas cotidianas. Os brasileiros usamo-los (lembram-se da coluna passada?: usamo-los) sem o mínimo critério. Onde se empregou “esse” ontem, emprega-se “este” hoje e, amanhã, sabe lá qual dos dois será usado.

Os pronomes demonstrativos, na Língua Portuguesa, são os seguintes: este, esta, isto, esse, essa, isso, aquele, aquela, aquilo, o, a, os, as, tal, tais. Estudemo-los todos (A coluna da semana passada de novo: estudemo-los).

1) Este, esta, isto; esse, essa, isso; aquele, aquela, aquilo.

Para maior clareza no estudo dos pronomes citados, construiremos uma tabela e, depois, explicá-la-emos:

Pronomes Espaço (lugar) Tempo Citações
Este, esta, isto Aqui Presente Apresentam um elemento
Esse, essa, isso Passado recente ou futuro Retomam um elemento
Aquele, aquela, aquilo Ali, lá, acolá Passado remoto -o-

Em relação ao espaço (lugar), usamos este, esta, isto para representar qualquer elemento que esteja próximo da pessoa que fala; esse, essa, isso, para elemento que esteja próximo da pessoa com quem se fala; aquele, aquela, aquilo, para elemento distante de ambos. Por exemplo:

“Comprei esta jaqueta que estou usando daquele camelô que vai lá adiante. Onde você comprou essa sua?”

“Dê-me essa caneta, que é minha, e não sua.”

“Que cara é essa, Juvestônio?”

Em relação ao tempo, usamos este, esta, isto para representar o tempo presente; esse, essa, isso, para o passado recente ou para o futuro; aquele, aquela, aquilo, para o passado remoto. O grande problema é distinguir o passado recente do remoto, pois duas pessoas podem ter interpretações diferentes para a mesma frase.

Quando o verbo estiver conjugado no pretérito imperfeito do indicativo (cantava, vendia, partia), usa-se aquele, aquela, aquilo; com o pretérito perfeito do indicativo (cantei, vendi, parti) é uma questão de estilo: o que julgar que é passado recente usará esse, essa, isso e o que julgar que é passado distante usará aquele, aquela, aquilo. Por exemplo:

“Este ano é o ano das mudanças!”

“Nesse domingo, irei a Águas de Santa Bárbara.”

“Essas olimpíadas foram horríveis para os atletas brasileiros.”

“Em 1922 aconteceu a Semana de Arte Moderna; naquela época, havia muitos poetas eminentes.”
(“Naquela época”, pois observe o verbo no pretérito imperfeito do indicativo – havia)

“Em 1984 casei-me; esse foi um dos melhores anos de minha vida.”
(“esse”, pois para mim, apesar de fazer 16 anos, é passado recente; para outra pessoa poderia ser distante)

Em relação a citações orais ou escritas, usamos esse, essa, isso para retomar um elemento ou uma frase anterior. Por exemplo:

“O fumo é prejudicial à saúde; isso já foi comprovado cientificamente”

“Astolfeno Barbosento é candidato a prefeito de Castanheira Verde do Sudoeste; esse homem é muito truculento”.

Usamos este, esta, isto para apresentar um elemento ou uma frase que será escrita ou falada. Por exemplo:

“Preste atenção a estas palavras: O fumo é prejudicial à saúde”

“Pode ser citado como exemplo comprobatório este fato: o policial não estava armado”.

Se o pronome demonstrativo estiver retomando o substantivo imediatamente anterior, deveremos usar este, esta, isto. Por exemplo:

“O fumo é prejudicial à saúde; esta deve ser preservada”.

Perceba que o pronome “esta” está retomando o substantivo “saúde”, que está imediatamente anterior a ele. Outro exemplo:

“Meu filho, não se envolva com os funcionários da empresa em que trabalha o nosso vizinho; aliás, nem com este você deve envolver-se”.

2) Enumeração de dois elementos:

Quando houver a enumeração de dois elementos e, à frente, quiser retomá-los, deve-se substituir o primeiro por aquele, aquela, aquilo e o último por este, esta, isto. Por exemplo:

“Ao me encontrar com Florisberto perguntei por Abiduílson, apesar de saber que este jamais conversa com aquele.”
(este = Abiduílson; aquele = Florisberto)

“Machado de Assis e Carlos Drummond de Andrade são dois dos maiores nomes da literatura brasileira. Este é conhecido por suas poesias; aquele, por seus brilhantes romances.”
(este = Carlos Drummond de Andrade; aquele = Machado de Assis)

3) O, a, os, as:

Esses elementos serão pronomes demonstrativos quando estiverem substituindo outros pronomes demonstrativos, como aquele, aquela e aquilo. Por exemplo:

“Não entendi o que você disse.”
Perceba que a palavra “o” pode ser substituída por “aquilo”.

“Os pássaros daqui não são como os de lá.”
A palavra “os” pode ser substituída por “aqueles”.

“Fui desleal com você porque você já o foi comigo.”
A palavra “o” pode ser substituída por “isso”.

4) Tal, tais:

Esses elementos serão pronomes demonstrativos quando estiverem substituindo outros pronomes demonstrativos, como aquele, aquela e aquilo. Por exemplo:

“Explique como tal pessoa conseguiu adentrar a nossa festa.”

A palavra “tal” pode ser substituída por “essa” ou “aquela”.

“Cada macaco em seu galho. Tal frase pode ser interpretada de diversas maneiras diferentes.”

A palavra “tal” pode ser substituída por “essa”.  

Deja un comentario

Archivado bajo Uncategorized

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s